100 EMPRESAS ENTRARAM NA JUSTIÇA CONTRA 10 BANCOS

Cem empresas exportadoras do Brasil entraram na Justiça Federal de Brasília contra dez instituições financeiras, no caso conhecido como cartel de câmbio. As empresas estão sendo representadas pela Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) e o processo está sendo investigado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). 

A ação tenta a prorrogação do prazo para pedidos de indenização aos bancos envolvidos, além de servir como a primeira etapa do processo que visa a cobrança perdas estimadas em mais de R$ 50 bilhões. Segundo a AEB, esse prejuízo teria ocorrido entre os anos de 2007 e 2013, quando esses bancos teriam manipulado as cotações do dólar em movimentações com as empresas exportadoras. 

Para Roberto Giannetti da Fonseca, vice-presidente da AEB, os bancos acabaram assinando um atestado de culpa junto com o acordo de leniência do Cade. “É uma confissão da atuação do cartel. O Cade vai julgar o cartel culpado por um prejuízo bilionário aos exportadores porque já confessaram”, comenta. 

Dentre os bancos envolvidos estão o ABNAmro, BBM, BNB Paribas, BTG, Citibank, Fibra, HSBC, Itaú BBA, Santander, Société Générale Brasil. A única instituição que comentou o assunto foi o Itaú Unibanco, dizendo que não participou de nenhuma atividade ilícita. 

“Não foi comunicado sobre os processos e reforça seu firme entendimento de que não participou de nenhuma atividade ilícita e, portanto, não gerou qualquer dano a qualquer empresa”, disse a nota da assessoria do banco. 

(Equipe do Site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *