85% DAS EMPRESAS SE PREOCUPAM COM AS FAKE NEWS

 Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje) apontou que 85% das empresas consideram as fake news como uma grande preocupação. O estudo avaliou 52 empresas nacionais e internacionais e foi realizado entre 27 de fevereiro e 4 de abril. 

O dano a reputação ou marca da empresa é o receio de 91% dos entrevistados, seguido pelos prejuízos à imagem da empresa, que preocupam 77% deles e danos econômico-financeiros e a credibilidade da companhia, citados por 40% dos entrevistados. Paulo Nassar, presidente da Aberje, acredita que é preciso investir em profissionais, educação em comunicação e estratégias a fim de gerar uma conscientização e prevenir futuros danos à imagem das empresas. “É um que erro acreditar que eventuais riscos causados pelas fake news possam ser mitigados. Isto levando em conta apenas uma estratégia de ‘pós-controle’”, afirma. 

Apesar do alto índice, apenas 20% dos entrevistados disseram que suas empresas tem um departamento estruturado para acompanhar e combater as fake news e 67% deles admitiram que não tratam o assunto como um tema estratégico. Os dados também indicaram que 62% dos entrevistados não considera difícil identificar uma notícia falsa, 86% levam em consideração a confiança que tem veículo que divulgou a notícia 52% no jornalista que produziu o texto. 

Os jornais e revistas tradicionais, sejam online ou impressos, foram considerados por 91% dos entrevistados como os mais confiáveis, sendo que 71% também levam em consideração as agências de notícias. A Aberje também indicou que 71% dos empresários pensam que as notícias divulgadas nas mídias sociais são as menos confiáveis.  

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *