ARRECADAÇÃO É A MAIOR PARA O SEMESTRE DESDE 2014 

A arrecadação federal nos cinco primeiros meses do ano foi a maior desde 2014, somando R$ 603,400 bilhões, o que equivale a uma alta de 7,81% em relação ao mesmo período do ano anterior, ficando acima da inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Apenas no mês passado, a arrecadação foi de R$ 106,192 bilhões, o que significa um crescimento de 5,68% ante maio de 2017, maior valor desde 2015. 

Segundo a Receita Federal, a arrecadação aumentou R$ 5,700 bilhões em comparação com o montante obtido no mesmo período do ano passado, em valores corrigidos pelo IPCA. Do total desse valor, R$ 1,566 bilhão resultaram do aumento da tributação sobre os combustíveis e R$ 611 milhões vem do Programa Especial de Regularização Tributária (Pert), conhecido como Novo Refis.  

A elevação do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) sobre os combustíveis, que está em vigor desde julho do ano passado, garantiu R$ 2,848 bilhões para os cofres públicos em maio, ante R$ 1,282 bilhão arrecado no ano anterior. Já a alta de 8,94% na produção industrial permitiu que o valor obtido com o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) subisse 11,58% acima do IPCA nessa mesma comparação. 

Outros fatores responsáveis pelo aumento da arrecadação da União foram as ações de cobrança de contribuições previdenciárias em atraso que somaram R$ 46,2 bilhões nesse primeiro semestre. O valor é 14,5% maior do que o resultado no mesmo período do ano passado. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *