ASGARDIA BUSCA PESSOAS PARA VIVEREM NO ESPAÇO 

Um “reino espacial” denominado Asgardia, em homenagem ao reino dos deuses na mitologia nórdica, foi fundado a 20 meses e pretende criar uma comunidade de 150 milhões de habitantes em 10 anos para construir “arcas espaciais” a fim de que seus habitantes possam viver permanentemente no espaço. Apesar de sua recente criação, Asgardia já conta com cerca de 200 mil cidadãos, uma constituição, um parlamento eleito e até mesmo um líder, Igor Ashurbeyli. 

O engenheiro russo, cientista de computação e empresário, que foi empossado nesta segunda-feira (25.06), afirma que os cidadãos de Asgardia vivem atualmente em mais de 200 países. Em seu discurso de posse, que aconteceu no antigo palácio imperial de Hofburg, em Viena, ele disse que entre cinco e sete anos pretende ter satélites que fornecem internet para todo o globo terrestre, entre 10 e 15 anos construir as arcas espaciais e, por fim, estabelecer um assentamento permanente na Lua em 25 anos. 

“Este dia certamente será registrado nos anais dos maiores eventos da história da humanidade”, declarou.  

Segundo ele, o plano é atrair 2% da população mais “criativa” do mundo, mesmo que para isso seja necessário “envolver até testes de QI”. Atualmente, os asgardianos pagam uma taxa anual de associação no valor de 100 euros, mas Ashurbeyli afirma que planeja arrecadar impostos sobre as empresas e também sobre a renda. 

“Para esta fase inicial da nacionalidade asgardiana… sou o principal responsável por seu financiamento, junto com vários outros doadores que são cidadãos de Asgardia”, finaliza ele. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *