ATRASO NO FGTS ATINGE 7 MILHÕES DE TRABALHADORES

Dados da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) indicam que 7 milhões de trabalhadores estão com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) atrasados devido a calotes de empresas. Atualmente existe um total de 213 mil devedores do FGTS, o que equivale a soma de R$ 27,8 bilhões em dívidas ativas. 

Especialistas explicam as dívidas relacionadas ao FGTS são as primeiras a serem ignoras pelas empresas quando estas passam por situações financeiras difíceis. Adriana Pugliesi, especialista em Direito Comercial e professora do CEU Law School, acredita que esses números devem aumentar ainda mais nos próximos anos porque grande parte das empresas devedoras se ianda não decretou falência está emprocesso de recuperação judicial.  

“Muitas massas falidas nem chegam a ter ativos que justifiquem isso [a tentativa de reaver o dinheiro]. A possibilidade é mínima. A União recebe a preferência em terceiro lugar, precedida pelos créditos trabalhistas de até 150 salários mínimos por trabalhador e os créditos titulares de garantia real [hipoteca etc.]. Aí, sim, vem a União”, comenta. 

Nesse cenário, até abril as 15 maiores empresas devedoras somam juntas R$ 2,17 bilhões em dívidas, o que significa um aumento de 13,5% em relação ao mês passado.  

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *