BOLSONARO QUER ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO A DISTÂNCIA    

O candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) propôs a possibilidade de implementar a modalidade de ensino a distância para os níveis fundamental e médio. De acordo com o candidato, a medida serviria para reduzir os custos e combater o marxismo. 

“Com o ensino a distância você ajuda a combater o marxismo. E você pode começar a fazer o ensino a distância uma vez por semana. Você ajuda a baratear o ensino no Brasil”, comenta quando foi indagado sobre propostas para a educação. 

Segundo ele, vários países já adotaram esse método para alfabetizar as crianças em casa e, além disso, já tem um nome escolhido para o Ministério da Educação, mas prefere mantes em sigilo.  Além disso, o presidenciável voltou a criticar o debate sobre ideologia de gênero nas escolas. 

“Escola sem partido é liberdade. Pode até discutir política dentro da sala de aula, mas não perseguir ninguém por sua ideologia. Isso aí é que é escola sem partido. O nosso [garoto] tem pensamento crítico. Está decidindo se vai ser homem ou mulher, que é a grande questão da vida dele, e militância política”, afirma. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *