BRASIL CHEGA AO PIOR MOMENTO NAS CONTAS PÚBLICAS   

A secretária-executiva do Ministério da Fazenda, Ana Paula Vescovi, afirmou que o Brasil se encontra em um de seus piores momentos no que se refere a situação das contas públicas. Ela acredita que, independente da ideologia do próximo presidente da República, essa questão deve ser sanada com prioridade. 

“Independentemente das escolhas que venhamos a fazer, por um Estado maior ou menor, mais focado, é importante que saibamos que é preciso financiá-lo. O Brasil tem o desafio do crescimento, crescer de forma mais acelerada e de forma sustentada ao longo do tempo, com equidade, e esse desafio não se cumpre sem perspectiva de solvência”, diz. 

De acordo com ela, o governo não está conseguindo cobrir as despesas com a quantia de tributos que o País arrecada. Além disso, Ana Paula afirma que o Brasil não vai conseguir chegar em um patamar de crescimento igual ao de países desenvolvidos se não estabilizar a dívida pública. 

“Precisamos fazer um superávit capaz de estabilizar dívida pública. É um ajuste fiscal da ordem de 300 bilhões que precisa ser feito gradualmente ao longo do tempo”, conclui. 

(Equipe do site)

Um comentário em “BRASIL CHEGA AO PIOR MOMENTO NAS CONTAS PÚBLICAS   

  • Além de bater no salário do funcionalismo público ((não distinguindo quais categorias que ganham muito (políticos, justiça) das que ganham pouco (salário e aposentadoria ou pensão dos professores, profissionais da saúde,enfim, todos aqueles da ponta, que realmente prestam serviço para os contribuinte), qual é a real providência no sentido de aumentar a arrecadação através estimular a indústria, os serviços, o comércio, etc. , a fiscalização e autuação daqueles que não emitem nota fiscal ou outras sonegações?
    Att, Nicolau

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *