BRASIL PERDE POSIÇÕES EM RANKING ECONÔMICO DA OMC

Os dados divulgados pela Organização Mundial do Comércio (OMC) revelam que, mesmo com aumento de vendas, o Brasil passou da 25ª para a 26ª posição entre os maiores exportadores em 2017. O País também teve desempenho desfavorável em relação à suas importações, passado da 28ª posição para a 29ª. 

De acordo com os números da OMC, a contração da economia brasileira começou desde 2014, alcançando seu ápice em 2016. Durante esses anos, as exportações mantiveram sua participação no mercado mundial em uma média de 2,8%, sendo superadas por países como Malásia e Arábia Saudita. Já as importações desvalorizaram cerca de 2,8% e perderam 20% em volume num único ano.   

Apesar do impacto da crise política na economia do Brasil e da perda de posições, em 2017 a importação voltou a aumentar vinda de três anos seguidos de contração. Segundo a OMC, o aumento das compras estrangeiras cresceu 9,7% e atingiram os US$ 157 bilhões, é um sinal promissor de que o País finalmente está saindo da recessão.  

Durante 2017, as exportações também tiveram um grande avanço de 17,5%, totalizando US$ 218 bilhões. A taxa de crescimento ficou bem acima da média mundial, que registrou expansão de 10,6% durante o ano anterior.  

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *