DESEMPREGO VOLTA A CRESCER E ATINGE 13,1 MILHÕES DE BRASILEIROS

Desemprego no Brasil voltou a crescer e atingiu 13,1 milhões de pessoas. A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad-C) divulgada nessa quinta-feira (29.03) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que a taxa de desocupados é de 12,6%, uma alta de 0,6 ponto percentual em relação ao trimestre encerrado em novembro do ano passado.  

A queda na taxa de empregados é movida pela dispensa de trabalhadores temporários contratados no final de 2017. Os dados apontam que, entre novembro de 2017 e fevereiro de 2018, o País perdeu cerca de 858 mil postos de trabalho. Destes, 407 mil pertencem ao setor privado e 358 mil ao setor público, sendo que a maior parte é da área de serviços e abrange atividades como administração púbica, defesa, seguridade, educação, saúde e serviços sociais. 

Os dados divulgados pelo IBGE apontam que o trabalho fora do mercado formal cresceu 0,8%, com 64,9 milhões de pessoas e atingiu o maior nível desde o início da Pnad em 2012. Já o número de trabalhadores por conta própria se manteve estável em relação ao trimestre anterior, com 23,1 milhões.  

O número de pessoas que trabalham com carteira assinada também se manteve estável se comparado ao último trimestre, mas caiu 1,8% em relação ao ano passado, o que equivale a menos 611 mil empregados no setor formal. A pesquisa indica também que o número de empregados sem carteira assinada caiu 3,6%, indo a 10,8 milhões, o que corresponde a menos 407 mil pessoas nessa situação.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *