DOIS BANCOS INVESTIGADOS POR FORMAÇÃO DE CARTEL NEGOCIAM ACORDO COM O CADE  

As instituições financeiras investigadas por formação de cartel no mercado de câmbio estão negociando novos acordo com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). De acordo com informações do Estadão/Broadcast, as negociações são sobre a assinatura de termos de compromisso em relação ao processo que investiga se instituições internacionais teriam prejudicado o mercado brasileiro c também os carteis teriam afetado a cotação do real. 

Como os casos ainda estão em processo de avaliação, a previsão é de que o Superintendência-Geral do Cade os leve para julgamento até o final do ano. Se for considerado que Morgan Stanley e Royal Bank of Canadá concordaram em pagar, respectivamente, R$ 30,28 milhões e R$ 12,58 milhões para o encerramento das investigações, a tendência é de que os novos acordos envolvam valores milionários. 

Os valores são baseados na multa que seria cobrada em caso de condenação e as condições para o fechamento dos acordos são de colaboração com a realização das investigações. Vale lembrar que como os melhores descontos e benéficos são concedidos para as primeiras empresas que firmarem acordo com o Cade, isso acaba provocando  

A formação de cartel prejudicou é acusado de prejudicar o real e outras moedas estrangeiras e manipular índices de referência de mercado como é o caso do Banco Central Europeu. No total já foram fechados cinco acordos que renderam R$ 183,5 milhões pagos pelos bancos Barclays, Citicorp, Deutsche Bank, HSBC Bank e JPMorgan. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *