ECONOMISTA DE AMOÊDO DIZ QUE ESTATAIS NÃO SÃO ESSENCIAIS   

 

O coordenador econômico da campanha do candidato à presidência da República João Amoêdo (NOVO), Gustavo Franco, afirmou que nenhuma estatal é estratégica ou essencial. De acordo com ele, existem muitas estatais que estão dando prejuízos e deveriam ser fechadas.

“Não se trata nem da questão de privatização, porque algumas nem têm valor. É fechar mesmo, dispensar os funcionários. Várias diretorias são abastecidas com amigos dos políticos da base. A Eletrobrás está prontinha para privatizar, cabendo discutir o modelo da venda”, explica. 

Além disso, ele falou sobre a sua proposta em relação a reforma da previdência. Segundo o coordenador econômico de Amoêdo, uma reforma urgente é necessária. “O equilíbrio do sistema depende de mudanças dos parâmetros, como a idade mínima. A outra metade do problema seria a previdência por capitalização. Ia trazer o conceito de que a aposentadoria justa tem a ver com a sua poupança, o seu esforço. E no seu acordo como seu empregador, qual era o papel dele em contribuir para a sua aposentadoria”, diz.

Ele também falou da possibilidade de uma reformulação do sistema previdenciário na linha da proposta pelo presidente Michel Temer. “A linha, sim, é semelhante, que aqueles temas todos serão endereçados: os sistemas privilegiados, idade mínima, setor público, vamos reformar”, conclui.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *