EMPREENDEDORISMO ACELERA RETOMADA ECONÔMICA DO BRASIL

Dados apontam que mesmo com a crise econômica existente no país o número de novas empresas vem crescendo desde 2015, chegando a alcançar 39,9 % nesse período. Os números da Global Entrepreneurship Monitor (GEM) ainda mostram que, só em 2017, a quantidade de empreendimentos inaugurados no Brasil foi 20% maior que o ano anterior. 

A pesquisa GEM, que é patrocinada pelo Sebrae, indica que 4 a cada 10 brasileiros se envolveram na criação de um novo negócio, o que contraria o atual quadro econômico do país que cresceu apenas 2,3% no último ano. Para Francisco Cantão, sócio-diretor da Proxy Media Marketing Digital, o aumento é significativo e ocorre graças à preparação dos empreendedores perante os tempos de crise. “Com um planejamento sólido e uma estratégia bem desenvolvida alcançamos o sucesso, passando de 150 empresas atendidas em 2015 para mais de 2050 em 2017, faturando R$ 5,5 milhões”, comenta. 

A área que mais registrou crescimento e impulsionou esse aumento, foi o setor de serviços. Cantão sinaliza que, por ter um custo inicial menor e a mão de obra como principal investimento, esse tipo de aplicação tem vantagem sobre o setor de produtos. “É considerado um dos grandes responsáveis pela conquista, pois apresenta uma ligação maior com os comunicadores e é, sem dúvidas, um dos mais promissores para os micro e pequenos empreendedores investirem”, afirma. 

Apesar do cenário parecer favorável para empreender, Francisco alerta que ainda há riscos e salienta a importância da pesquisa e do planejamento, além disso destaca que é preciso pensar em redução dos custos ter uma boa visão de futuro. ” A capacitação deve ser levada em conta, uma vez que o mercado está em constante mudança. Apostar em modelos de organizações que exijam um valor baixo de investimento inicial ainda é a saída mais segura”, conclui. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *