EMPREENDEDORISMO GERARÁ METADE DOS EMPREGOS EM 2018

Um estudo realizado pelo banco Santander indica que dos 2 milhões de vagas de emprego que serão abertas em 2018, metade delas serão criadas por empreendedores e microempresários. Os números indicam que a abertura de novas empresas e o crescimento na quantidade de profissionais autônomos serão alternativas para os brasileiros driblarem a instabilidade econômica que ainda abala o País. 

As previsões do Santander também apontam que os dois setores corresponderão a 50% das posições de trabalho criadas em 2018. Maurício Molan, economista-chefe do Santander, afirma que a previsão é de que sejam criadas cerca de 2,5 milhões de empresas durante o ano. “A melhora esperada para a economia brasileira deve até ajudar a sustentar o avanço deste brasileiro empreendedor”, destaca. 

A pesquisa é corroborada pelos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD), que indicou que 977 mil pessoas iniciaram trabalhos por conta própria no primeiro semestre de 2018, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Segundo Sérgio Firpo, professor do Insper, é provável que mais pessoas comecem a empreender por conta da recuperação econômica do Brasil. “Quem decidiu empreender recentemente teve mais chance de sobreviver. A crise foi tão profunda que quem partiu para um negócio próprio no início da recessão quebrou”, analisa. 

Outro levantamento feito pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que foi compilado pelo banco, indica que 35% das empresas brasileiras têm até dois anos de fundação, índice apenas superado por Eslováquia, Romênia e Letônia. No entanto, apesar dos bons números, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) informou que 23% das empresas no Brasil fecham as portas antes mesmo dos dois anos de duração, devido a entraves competitivos que dificultam a prosperidade dos negócios.  

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *