EMPRESAS DE CAPITAL ABERTO CRESCEM 17% EM 2017

Um levantamento feito pela provedora de informações financeiras Economatica apontou que empresas brasileiras de capital aberto registraram uma alta de 17,06% no lucro líquido em 2017, em comparação com 2016. As 295 empresas analisadas somaram R$ 144 bilhões ao todo enquanto no ano anterior esse número tinha sido de R$ 123 bilhões. 

A Ecomatica elaborou sua pesquisa se baseando nos demonstrativos financeiros padronizados entregues à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), sem considerar quaisquer outros informes que as empresas tenham entregue ao mercado. Nesse contexto, o Itaú Unibanco teve o maior lucro, com R$ 23,9 milhões de reais, seguido por Vale, Bradesco, Banco do Brasil e Santander. 

Por outro lado, o maior prejuízo registrado é da empresa Dommo, que pertence ao setor de petróleo e gás e teve perda de R$ 1,95 bilhões durante 2017. A lista segue ainda com a Eletrobras, com prejuízo de R$ 1,76 bilhão e com a BR Pharma, que perdeu R$ 1,62 bilhão. 

O maior lucro líquido é do setor bancário que teve alta de 12,27%, sendo que as 23 instituições analisadas somaram um total de R$ 63,1 bilhões a mais do que no ano anterior. A segunda colocação pertence a mineração, que com apenas três empresas teve lucro de R$ 17,4 bilhões e um crescimento de 22,8% ante 2016. 

Dentre os 26 setores analisados apenas três tiveram prejuízos em 2017. O mais prejudicado foi o setor de construção que perdeu R$ 3,4 bilhões, seguido por agro pesca (–R$ 432,8 milhões) e siderurgia e metalurgia (–R$169,5 milhões). 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *