ESPECIALISTA CRITICA TABELAMENTO DE PREÇOS

O economista e especialista do Instituto Millenium, Ronald Otto Hillbrecht, afirma que o tabelamento e o congelamento de preços são prejudiciais ao País. Segundo ele, o que pode ser visto como solução a primeira vista, pode trazer uma série de problemas futuros. 

O especialista acredita que defender a liberdade de negociações é sinônimo de defesa da prosperidade para todos. Caso contrário, diz ele, apenas alguns sairiam beneficiados. Ele ainda sustenta que, na sociedade, os preços e os serviços estão em constante mudança e comunicação, sendo inviável que algum deles sejam tabelados. 

“Imagine uma sociedade onde as pessoas não se conhecem e têm planos individuais para levar a vida. Elas querem ofertar serviços, trabalhos e demandar bens. No entanto, como é possível compatibilizar tudo isso? Na verdade, os preços comunicam informações. Por exemplo: se o custo da gasolina ou do diesel sobe, isso está dizendo aos consumidores que eles devem poupar ou, se for possível, substituí-los por outros bens”, explica. 

Hillbrecht salienta que mercados livres tendem a ser mais competitivos, inibindo o monopólio e o oligopólio. No caso específico do tabelamento do frete, fruto de negociações do governo com representantes dos caminhoneiros, ele alerta para uma possível oficialização de cartéis, direcionando a economia do setor para um lugar onde não existe competitividade.  

“Quando o governo tabela preços mínimos, faz o que um possível cartel gostaria de fazer, que é garantir preços artificialmente elevados. Estamos oficializando cartéis com uma medida dessa, enquanto deveríamos criar mecanismos que incentivam a competição. Isso vai em direção oposta ao que uma sociedade mais próspera gostaria”, conclui. 

 (Equipe do Site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *