EX-PRESIDENTE DA FRANÇA É DETIDO SOB SUSPEITAS DE FINANCIAMENTO ILEGAL DE CAMPANHA

O ex-presidente da França, Nicolas Zarkozy foi detido na manhã dessa terça-feira (20.03), em meio a suspeitas de financiamento ilegal da sua campanha eleitoral no ano de 2007. Ele pode ficar detido por 48 horas e está sendo mantido em um local de controle da Polícia Judiciária.

A principal acusação que paira sobre Zarkozy é de que parte desse dinheiro teria vindo do ex-ditador líbio Muamar Kadafi. Essa é a primeira vez que o ex-presidente é interrogado, segundo informações do jornal Le Monde. Os investigadores chegaram à conclusão de seu envolvimento após vários ex-membros do governo de Kadafi apontarem para a mesma direção.

A investigação começou em 2013 e envolve a entrega de dinheiro em espécie para os organizadores da campanha de Zarkozy. As suspeitas são de que o montante também serviu para o enriquecimento ilícito do ex-presidente e seus aliados. Elas são baseadas na declaração do suposto intermediário Ziad Takieddine, que afirmou ser ele quem levou o dinheiro de Trípoli a Paris, entregando-o a Claude Guéant, então ministro do Interior do governo Sarkozy.

Essas suspeitas também são sustentadas em documentos confiscados na Suíça, na residência de Alexandre Djouhri, outro intermediário líbio e detido no Reino Unido. Além disso, os pagamentos também aparecem em um caderno mantido pelo ex-ministro do Petróleo da Libia, Choukri Ghanem, que morreu em 2012, em circunstâncias ainda não esclarecidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *