EX-PRESIDENTE DO STF CRITICA DECISÃO DE SOLTAR LULA 

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Velloso, criticou a decisão do desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Rogério Favreto, de conceder habeas corpus ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em entrevista para o Broadcast Político, do Estadão, Velloso afirmou que que a atitude do juiz foi juridicamente absurda. 

“A decisão é teratológica, portanto fez muito bem o juiz Sérgio Moro de fazer as ponderações, não é possível que a cada momento se tomem decisões que contrariem e afrontem a lei”, declarou. 

Além disso, o ex-presidente do STF disse também que o desembargador João Pedro Gebran Neto, relator da Lava Jato no TRF-4, acertou ao revogar a soltura concedida por Favreto. Ele também lembrou que foi o próprio Tribunal que autorizou o juiz Sérgio Moro a decretar a prisão de Lula em abril e alegou que conceder o habeas corpus significava desrespeitar as as instâncias superiores da justiça.  

“Escolheram um plantonista de domingo para isso, e um plantonista de domingo atendeu. O juiz tem de compreender que juiz pode muito, mas não pode tudo. Isso é o que precisa ser compreendido pelos juízes brasileiros”, comentou ele.

Vale lembrar que o impasse só terminou após o presidente do Tribunal, Carlos Eduardo Thompson Flores, decretar a manutenção da prisão de ex-presidente na noite do domingo (08.07). 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *