FRAUDES PODEM AFETAR APOSENTADORIA DE SERVIDORES DE ATÉ 200 MUNICÍPIOS

Uma estimativa realizada pelo Ministério da Previdência indica que a aposentadoria de servidores de até 200 municípios brasileiros pode estar em risco devido a uma série de fraudes. A pesquisa é baseada em investigações realizadas pela Polícia Federal (PF) desde 2013. 

Apenas a operação Encilhamento, que foi deflagrada em abril, descobriu irregularidades em 28 institutos de Previdência distribuídos em uma série de Estados e municípios brasileiros. De acordo com a PF, os esquemas envolvem gestoras financeiras e até mesmo prefeituras, que nomeiam um administrador que deveria buscar as melhores formas de investir o dinheiro do servidor, mas em troca de uma comissão, repassa valores a empresas de fachada e investe em títulos podres. 

Dos 5.570 municípios brasileiros, 2.089 mantêm regimes próprios de Previdência municipais, que são chamados de RPPS. Um dos casos mais emblemáticos é o do município mineiro de Uberlândia, que, segundo indica o vereador Juliano Modesto, relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada para investigar o caso, tem R$ 360 milhões, dos R$ 760 milhões do fundo mantido pela cidade, em risco. 

O subsecretário dos Regimes Próprios de Previdência Social do Ministério da Previdência, Narlon Gutierre, afirmou ao jornal Estado de São Paulo que dos R$ 254 bilhões concentrados nos RPPS, cerca de R$ 140 bilhões estão investidos em aplicações de renda fixa, que são alvo das investigações.  

 (Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *