HADDAD NÃO DESCARTA APOIO A ALCKMIN NO SEGUNDO TURNO

O ex-prefeito de São Paulo e atual candidato à vice-presidência da República pelo Partido dos Trabalhadores, Fernando Haddad, afirmou em entrevista promovida pelo banco BTG Pactual,  que uma aliança com o tucano não seria descartada em um possível segundo turno entre o tucano e Jair Bolsonaro (PSL). No entanto, o petista chamou o possível cenário de “pesadelo”.

“O PT não tem esse preconceito. O PT e o PSDB, aqui em São Paulo mesmo, tiveram episódios muito interessantes. Na campanha eleitoral, se me perguntarem sobre o Alckmin, vou dizer a verdade. Em quatro anos, nunca vi um empresário sugerir uma conduta inadequada do Alckmin”, disse. 

De acordo com Haddad, o PT não irá abrir mão facilmente da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Contudo, se vencer a eleição sendo presidente, o ex-governador disse que não irá sofrer influências de Lula, mesmo sabendo que a ex-presidente Dilma Rousseff foi alvo de muitas críticas por não o ouvir. 

“Se ouvi uma coisa reiteradamente ao longo dos mandatos da Dilma é que ela não conversava com o Lula. Não ouvia o Lula. Os empresários iam procurar o Lula, pedindo para o Lula falar com a Dilma sobre determinados aspectos porque queriam que o Lula desse uma orientação nessa ou naquela direção”, conclui. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *