JAPESCA REDUZ PREÇO DO SALMÃO PARA MANTER COMPETITIVIDADE

Para preservar sua competitividade no mercado e manter a procura por seu serviço em alta, a Japesca decidiu reduzir o preço do salmão em suas Temakerias. O peixe, que durante os últimos anos tem ganhado grande destaque tanto em restaurantes quanto na mesa dos consumidores, sofre com o rápido aumento de seu valor, que subiu de 30 a 50% nos últimos meses. 

O crescimento do preço do salmão é impulsionado pela alta do dólar e pelo desequilíbrio em sua oferta devido à perda de produção nos cultivos chilenos, fatores que são atrelados a uma maior demanda global pelo peixe. Gabriel Antonio Mendo da Cunha, que responde pela produção da Japesca ao lado do irmão Roberto e do sócio Paulo Henrique Gottert, explica que apesar desses motivos fazerem muitos restaurantes japoneses no Rio Grande do Sul elevaram seus preços, a escolha da empresa foi ir na contramão.  

“Acreditamos que podemos fazer alguma coisa diferente e estamos apostando nisso, mesmo que seja com redução das nossas margens de lucro”, comenta. 

A Japesca já conta com 14 temakerias localizadas em Porto Alegre e na região metropolitana, mas pretende chegar ao fim do ano com um total de 20 lojas em seu portfólio regional. Para Gabriel, o caminho para o crescimento deve ser focado em atitudes empreendedoras que possam fazer diferença no cenário econômico vigente com qualidade, inovação e preços acessíveis a todas as classes sociais, o que causa uma aproximação entre a culinária japonesa e a população. 

“Por sua tradição, a Temakeria Japesca conta uma história única, diferente de seus concorrentes. Não apenas pelo preço, produto ou pela localização, mas porque consegue oferecer tudo isso de um jeito diferente, convidativo, sem rótulos sociais ou de idade”, conclui ele. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *