Lava Jato: chegou a vez do Judiciário?

Site O Antagonista traz uma informação bombástica nesta segunda-feira: o advogado de Lula contratou o filho de um ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que segundo a imprensa será delatado por uma empreiteira.

“A Folha revelou mais cedo que a OAS vai contar em delação premiada que o ministro Humberto Martins, vice-presidente do STJ, teria recebido propina por meio do escritório de seu filho Eduardo Filipe Martins. Ainda não há detalhes da suposta atuação do ministro e de seu filho em favor da OAS. Mas O Antagonista sabe que Eduardo Filipe foi contratado por Cristiano Zanin para atuar numa causa envolvendo o comando da Fecomércio-RJ”, destacou o site.

“A ação, que começou a tramitar na Justiça do Rio, hoje está no STJ. Como revelamos AQUI e AQUI, Zanin depois contratou também Adriana Ancelmo (mulher de Cabral) e Paulo Salomão Filho (sobrinho do ministro Luís Felipe Salomão), entre outros advogados. Em sua nova proposta de delação, segundo a Folha, os executivos da OAS prometem entregar também Adriana, justamente por atuar no Judiciário em benefício da empreiteira. Embora a mulher de Cabral e o filho do vice-presidente do STJ tenham trabalhado como prepostos de Zanin em outra causa, integrantes do MPF estão desconfiados de tamanha coincidência. Zanin é advogado de Lula, o principal delatado da OAS” conta O Antagonista.

Não vamos esquecer que ainda em 2015 o então senador Delcídio do Amaral (PT-MS) contou que Marcelo Navarro Dantas foi colocado no STJ por indicação de Dilma para conceder habeas corpus aos empreiteiros presos pela Lava Jato. Em julgamento dos habeas corpus impetrados no STJ, Navarro, na condição de relator, votou por livrar os dois executivos da prisão, mas acabou sendo voto vencido

É lama que não acaba mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

Pin It on Pinterest

X
Assine nossa Newsletter