LINCHAMENTOS SE TORNAM ROTINA NO BRASIL

Em países onde a Justiça é um simulacro, não pune de verdade, onde a população se sente desprotegida e sem ter a quem recorrer, são comuns os linchamentos.

É uma triste realidade na qual o Brasil está inserido.

Linchamentos são reações ensandecidas de comunidades que não aguentam mais ser vítimas de violência e reagem com mais violência. Insegurança, falta de crença nas leis e na Justiça, incapacidade das polícias são algumas das causas.

O problema é que isso passa ao largo do Estado de Direito. O problema são os inocentes. São tantos os problemas como a “justiça” vem desta forma…

Esta semana aconteceram inúmeros linchamentos em nosso país. Basta procurar no Google. Embora sejam mais comuns no interior do país, sobretudo nas regiões norte e nordeste, eles já ocorrem também nas capitais.

Em Porto Alegre (RS), no bairro São Geraldo, o assaltante de um senegalês enfrentou a reação da vítima e foi rendido. Ele queria levar o telefone celular. Acabou agredido até a morte por pessoas que ajudaram a vítima.

Em Manaus (AM), o suspeito de assaltar um mercadinho com outros três delinquentes enfrentou a reação furiosa das pessoas da região. Ele tentou fugir de moto, caiu e foi espancado com pedradas e pauladas até a morte.

Estes fatos me fazem lembrar Matupá (MT). Lembram? O ano era 1990. Após uma tentativa de assalto três homens invadiram uma residência e mantiveram duas mulheres reféns por mais de 15 horas. Eles se renderam à Polícia Militar mas foram capturados pela população, linchados e queimados vivos (foto).

As cenas foram gravadas e chocaram o país na época.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

Pin It on Pinterest

X
Assine nossa Newsletter