Lula é indiciado de novo pela PF: corrupção serial

O ex-presidente Lula foi indiciado novamente nesta segunda-feira (15.05) pela Polícia Federal em um novo inquérito que trata da compra/venda de medidas provisórias. A MP 471, foco da investigação, estendeu a vigência de incentivos fiscais às montadoras do Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país até 2015, quando a previsão era ter se encerrado em 2010.

A PF acredita ter indícios de crime na prorrogação do incentivo.

Lula, que já é réu em cinco processos, poderá ser em mais um, se o Ministério Público Federal optar pela denúncia e a Justiça Federal acolher. É a corrupção serial do petismo.

Também foram indiciadas outras 12 pessoas, incluindo os ex-ministros Gilberto Carvalho e Erenice Guerra e os empresários Carlos Alberto de Oliveira Andrade, da Caoa, e Paulo Ferraz, ex-presidente da Mitsubishi. Todos negam.

 

 

Um comentário em “Lula é indiciado de novo pela PF: corrupção serial

  • Em janeiro de 2017, a ex-mulher de Valdemar, Maria Christina (casados por três anos), pediu proteção ao Estados Unidos em troca de documentos que comprovariam que Lula e Eduardo Cunha têm diamantes depositados em cofres no Uruguai e Portugal. Quando o então marido caiu nas malhas do mensalão, acusado de ter recebido 40 milhões de reais do PT e embolsado pelo menos 10 milhões de reais, Maria Christina, já separada de Valdemar, foi depor no Congresso contra ele. Maria ajudou a condena-lo, no julgamento do mensalão.[1]

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

Pin It on Pinterest

X
Assine nossa Newsletter