NÍVEL DE CONFIANÇA DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SE MANTÉM NO PERÍODO ELEITORAL

O nível de confiança dos micro e pequenos empresários se manteve inalterado em 51 pontos mesmo com a influência do período eleitoral. De acordo com o presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), José Cesar da Costa, mesmo com a tendência de melhora, as eleições causam insegurança, o que equilibrou o índice.

“Os dados mostram que a maioria dos empresários de menor porte está otimista com o futuro, mas ainda em compasso de espera. Alguns indicadores macroeconômicos apresentam sinais de melhora, mas as disputas eleitorais sempre geram incerteza. Isso faz com que a confiança não deslanche, mas também não retroceda aos patamares do auge da crise”, comenta.

Nesse cenário, o Indicador de Condições Gerais, que avalia a percepção dos últimos meses, ficou em 39,8 pontos e o Indicador de Expectativas 59,4. Além disso, 53% dos micro e pequenos empresários acreditam que a economia piorou nos últimos meses e 17% apontaram melhora nessa questão.

Para o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior, a tendência é de que a situação melhore, o que causa um aumento nas expectativas. “O segundo semestre tem datas comemorativas importantes para o varejo que devem aquecer as vendas. É natural perceber esse otimismo com relação ao faturamento”, comenta.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *