NOVO MODELO DE CADASTRO POSITIVO PODE AMPLIAR A ARRECADAÇÃO EM R$ 450 BILHÕES 

Uma pesquisa realizada pela Associação Nacional dos Bureaus de Crédito (ANBC) indicou que o novo modelo de Cadastro Positivo pode aumentar a arrecadação de impostos administrados pela Receita Federal em R$ 450 bilhões a médio prazo. Além disso, o levantamento também mostra que a ampliação acontece sem que haja nenhuma alteração nas alíquotas das tributações. 

De acordo com Elias Sfeir, presidente da ANBC, o Novo Cadastro Positivo representa uma expansão no crédito para empresas no valor de aproximadamente R$ 790 bilhões segundo um estudo anterior da ANBC. Ele lembra que para se chegar a esse montante, a pesquisa levou em consideração um aumento no PIB de 0,54% ao ano, o que pode ocorrer com a nova medida 

“Por estimular os negócios via aumento do crédito, o Cadastro Positivo com inclusão automática pode contribuir para a geração de empregos, e por baratear o crédito, pode contribuir para reduzir a inadimplência de empresas e consumidores”, explica. 

Nesse cenário, segundo ele, a medida diminui os riscos da oferta de crédito e possibilita juros mais baixos e maior concorrência, com a inclusão de 22 milhões de pessoas nesse mercado. A pesquisa também indica que o Novo Cadastro Positivo reduzirá a inadimplência em 45%. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *