OBRIGATORIEDADE DO CERTIFICADO DIGITAL ATINGIRÁ 6 MILHÕES DE MEIs

A partir de julho o Certificado Digital passará a ser obrigatório para cerca de 6 milhões de micro e pequenos empreendedores (MEIs). Ele é utilizado para garantir a autenticidade de operações realizadas em meio digital e promove o envio de informações da empresa para a Receita Federal. 

O Certificado Digital, também conhecido como e-CNPJ, permite que a empresa emita notas fiscais eletrônicas e reduza custos com folhas de ponto, certidões e certificados. De acordo com Leonardo Gonçalves, diretor de Varejo e Canais da Certisign, outro ponto positivo é a disponibilidade que o empreendedor terá para se dedicar ao negócio, sem se preocupar com segurança de documentos. “Com a certificação digital, o empresário tem a certeza de que informações importantes estão protegidas contra qualquer violação e só poderão ser acessadas por pessoas autorizadas”, pontua. 

O projeto de certificação digital começou de forma gradativa em 2015, quando empresas com mais de dez funcionários eram obrigadas a aderir à tecnologia. Com o passar do tempo o critério foi aumentando e empresas com mais de cinco funcionários tiveram que se cadastrar, depois empresas com mais de três funcionários e assim sucessivamente até atingir os 6 milhões de microempreendedores individuais que trabalham no País. 

A grande probabilidade de economia com esse serviço torna o investimento relativamente baixo para o empreendedor. Gonçalves afirma que o custo-benefício fala mais alto que a própria obrigatoriedade. “Hoje, existem mais de dois mil serviços que podem ser executados via Certificado Digital e com pouco mais de R$ 1,00 por dia o empresário consegue adquirir o dispositivo que melhor se adapte às suas necessidades”, conclui. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *