PETROBRÁS EXIGE QUE FUNCIONÁRIOS INFORMEM PATRIMÔNIO E RENDA

A Petrobrás ordenou que todos os seus 62,7 mil funcionários informem seus dados sobre patrimônio e renda que são declarados à receita federal. A norma, que antes era obrigatória apenas para quem ocupava cargos de chefia, gerou protesto entre os colaboradores. 

A medida foi tomada para atender uma instrução do Tribunal de Contas da União (TCU). A empresa disse que a regra do TCU não estava clara e realizou uma reunião para avaliar a medida, o que resultou na extensão da obrigatoriedade aos funcionários.“Em reunião realizada em outubro de 2017, o tema foi tratado com representantes de órgãos de controle e o Jurídico da companhia avaliou que a obrigação legal se estende a todos os empregados, ocupantes de função de confiança ou não”, informa a Petrobrás. 

A decisão não foi bem recebida e muitos funcionários relataram uma sensação de desconfiança por parte da direção. A Federação Única dos Petroleiros (FUP), que coordena os sindicatos da categoria, declara que ainda irá se reunir com os associados para emitir um posicionamento oficial, mas adianta que a medida não agrada. “O clima policialesco dentro da companhia tem deixado as pessoas apreensivas. Nada foi discutido com os sindicatos. Vamos nos reunir para avaliar e fechar um posicionamento”, comenta a FUP. 

A partir de reclamações recebidas tanto por parte de funcionários quanto de advogados relatando ilegitimidade da ação, a Petrobrás destacou em nota que está agindo da mesma forma que outras estatais como a Caixa e Infraero. A petroleira ainda tranquilizou os funcionários afirmando que não terá acesso a esses dados que serão enviados automaticamente ao TCU. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *