PLANOS DE SAÚDE SOFREM COM DEBANDADA E AÇÕES NA JUSTIÇA   

Um balanço realizado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) indicou que 100 planos de saúde fecharam as portas nos últimos quatro anos, depois de perderem cerca de 3 milhões de clientes. Além disso, o Observatório da Judicialização da Saúde Suplementar da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) informou que o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) julgou mais de 16 mil ações contra planos de saúde no primeiro semestre do ano. 

De acordo com Ana Carolina Navarrete, advogada e pesquisadora em saúde do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), a principal motivo para essas duas situações estarem acontecendo é a má fiscalização da ANS. “O foco da agência é o equilíbrio econômico-financeiro das operadoras, não a qualidade do serviço prestado ao consumidor”, comenta. 

Segundo Reinaldo Scheibe, presidente da Associação Brasileira de Planos de Saúde (Abramge),  o Instituto de Estudos da Saúde Suplementar (IESS) informou que os gastos com desperdício e fraude já correspondem a um quinto do que é destinado para a assistência. “O sistema corre risco”, conclui. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *