PROMOTORES ALERTAM SOBRE TENTATIVA DO CONGRESSO DE IMPEDIR LAVA JATO

Promotores brasileiros fizeram um alerta sobre um relatório que limita o poder de investigação do Ministério Público e atrapalha o prosseguimento da Operação Lava Jato. O documento, que deverá ser apresentado nessa terça-feira (17.04) pelo deputado João Campos (PRB) à comissão que discute o novo Código de Processo Penal, impõe prazos considerados muito curtos aos inquéritos policiais. 

A proposta impede o direito da Polícia Federal de analisar crimes que aconteceram dentro do Congresso Nacional e impõe que Ministério Público só poderá seguir com investigações de um caso se conseguir comprovar a transparência e a inerência dos policiais com este. O documento também estabelece que os casos deverão ser arquivados após dois anos de tramitação, independentemente do grau de gravidade do crime praticado pelo acusado. 

Em nota técnica, os Procuradores da República repudiaram o relatório de João Campos, assinalando sete pontos em que o documento enfraquece todas as investigações que estão em curso dentro do Ministério Público. José Robalinho, presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), afirma que está extremamente preocupado com as implicações que esse relatório poderia significar para o futuro do País. ” Se esse relatório estivesse valendo não teríamos a Lava Jato”, conclui.  

(Equipe do site)

Um comentário em “PROMOTORES ALERTAM SOBRE TENTATIVA DO CONGRESSO DE IMPEDIR LAVA JATO

  • Nao existe LIMITES para esses POLITICOS que querem leis para deixa-los cada vez mais IMPUNES E INTOCAVEIS e se isso for a plenario sera o FUNDO DO POÇO!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *