R$ 9,6 BILHÕES SÃO CANCELADOS PELO GOVERNO POR IRREGULARIDADES 

O Governo Federal anunciou o cancelamento de R$ 9,6 bilhões devido a irregularidades em benefícios de auxílio-doença e aposentadorias por invalidez de quase 220 mil pessoas. O Ministério do Desenvolvimento Social estima que o pente fino do governo fará um corte de cerca de R$ 15,7 bilhões até o fim de 2018. 

De acordo com dados do ministério, aproximadamente 500 mil beneficiários foram sujeitos a novas perícias do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). O ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, disse em entrevista para o Estadão que o governo estipulou um número mínimo de quatro perícias por dia. “Isso fez com que nossa capacidade de perícia saltasse de 20 mil para 200 mil por mês”, comenta. 

A revisão pretende registrar a reavaliação de 553 mil auxílios-doença e 1 milhão de aposentadorias por invalidez até o fim do ano, podendo gerar uma economia de mais R$ 5,2 bilhões. Beltrame explica que no ano 2000 a quantidade de auxílios-doença era de 500 mil, já em 2005 o número chegou a 1,5 milhão. “As pessoas ficaram mais doentes ou o INSS ficou mais leniente na tarefa de governança dos benefícios?”, indaga. 

De 2016 até agora, o número de auxílios-doença diminuiu de 1,8 milhões para 1,3 milhões de casos e a expectativa é que chegue a apenas 1 milhão nos próximos meses. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *