RÚSSIA TENTOU HACKEAR POLÍTICOS DOS EUA 

A Microsoft alegou durante o Aspen Security Forum, na quinta-feira (19.07), que detectou atividade hacker advinda da Rússia contra candidatos ao Congresso norte-americano. Apesar de Tom Burt, vice-presidente de segurança para consumidores da Microsoft, não indicar quais políticos foram afetados, ele afirmou que as tentativas de espionagem aconteceram através de ataques de phishing, onde os candidatos eram direcionados para sites falsos da empresa enquanto acessavam a internet. 

“No início deste ano, descobrimos que um domínio falso da Microsoft havia sido estabelecido como a página de destino de ataques de phishing. E vimos metadados que sugeriam que esses ataques de phishing estavam sendo direcionados a três candidatos que concorrem à eleição neste ano. Imediatamente depois de saber deste incidente, a Microsoft pegou o domínio falso e trabalhou com o governo para evitar que alguém fosse infectado por aquele ataque em particular”, declarou ele. 

Segundo Burt, os responsáveis foram integrantes de um grupo russo conhecido como Strontium, Fancy Bear ou APT 28. A preocupação da Microsoft é que de eles possam influenciar as próximas eleições dos EUA, porém de modo diferente do que aconteceu quando Donald Trump assumiu o cargo de presidente, já que dessa vez não há infiltração de suspeitos entre os políticos. 

O vice-presidente da gigante da tecnologia, no entanto, garantiu que a empresa tomará medidas para evitar situação semelhante. Isso não significa que não vamos ver algo assim, ainda resta muito tempo antes da eleição”, finalizou Burt. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *