STF E CONGRESSO ADMITEM QUE TEMER PODE NÃO TERMINAR MANDATO

Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e alguns aliados de Michel Temer no Congresso Nacional acreditam que o governo pode não ter força suficiente para aguentar até o fim do mandato. Segundo eles, a greve dos caminhoneiros instaurou uma crise econômica que abalou os últimos resquícios de credibilidade do governo. 

De acordo com o deputado Rogério Rosso (PSD), aliado de Temer na Câmara, a crise de abastecimento gerada pelas manifestações dos últimos dias fez com que o governo não conseguisse levar adiante o seu discurso de retomada de crescimento. “A greve dos caminhoneiros detonou a popularidade de Temer e do governo, a população está revoltada. O governo tinha ainda certa credibilidade na equipe econômica. Era um alicerce importante”, afirma. 

O Palácio do Planalto tem conversado com os ministros do Supremo com a finalidade de estreitar a relação entre o Governo e os Magistrados. Porém, nos bastidores do STF circula a ideia de que o governo subestimou os caminhoneiros e de que não tem forças para dialogar com os diferentes setores da sociedade. No congresso, Temer procura se aproximar de Rodrigo Maia, pré-candidato às eleições de outubro e próximo na linha sucessória da presidência. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *