SUBSIDIAR PREÇO DE COMBUSTÍVEIS CUSTARÁ R$ 30 BILHÕES ATÉ O FIM DO ANO

O Palácio do Planalto informou que o custo para o Tesouro Nacional subsidiar o preço dos combustíveis pode chegar a R$ 30 bilhões até o fim do ano. De acordo com o Estadão, as fontes que emitiram os dados são ligadas ao presidente Michel Temer e disseram ainda, que o governo cogita criar uma espécie de “colchão tributário” para que os descontos cheguem ao consumidor. 

A ideia do colchão tributário é literalmente amortecer os possíveis aumentos no preço dos combustíveis, ou seja, cada vez que o preço do barril de petróleo aumenta, o consumidor paga uma parte sobre os produtos e o governo é obrigado a ressarcir a Petrobrás com o restante do valor. O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, defende a ideia, mesmo com o governo tendo que remanejar todo o seu orçamento. “A política de preços da Petrobrás está preservada e não se mexe”, disse.  

Desse total de R$ 30 bilhões, R$ 13,5 bilhões serão utilizados para cobrir os subsídios do diesel, que foi anunciado durante a greve dos caminhoneiros, o restante será dividido em R$ 13 bilhões para a gasolina e R$ 4 bilhões para o gás de cozinha. Para garantir essa compensação, o governo anunciou que irá aumentar o número de setores que voltaram a pagar imposto sobre a folha de pagamento, reduzir benefícios tributários à indústria química e de bebidas, além de quase acabar com os incentivos fiscais para os exportadores. 

(Equipe do Site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *