UNIVERSIDADES CRIAM DETECTOR DE NOTÍCIAS FALSAS

Um grupo de pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) criou o NILC-USP, uma plataforma que detecta fake news. De acordo com os desenvolvedores o sistema funciona na web e também no aplicativo Whats App.

O professor Thiago Pardo, do Instituto de Ciências Matemáticas e Computação (ICMC) da USP de São Carlos explica que a intenção foi criar uma forma que fizesse as pessoas acreditarem menos nas notícias falsas e, por conseguinte, não as compartilhassem. Nesse cenário, ele afirma que a plataforma está quase atingindo 100% de eficácia.

“A ideia é que a ferramenta seja um apoio para o usuário. Ainda estamos no início desse projeto e, no estado atual, o sistema identifica, com 90% de precisão, notícias que são totalmente verdadeiras ou totalmente falsas”, comenta.

Para usar o sistema basta copiar o texto inteiro da notícia, colá-lo na plataforma e clicar em enviar. O NILC-USP foi criado a partir de aprendizagem de máquina e foi treinado com milhares de notícias falsas e verdadeiras.

“A gente sabe que, quando uma pessoa está mentindo, inconscientemente, isso afeta a produção do texto. Mudam as palavras que ela usa e as estruturas do texto. Além disso, a pessoa costuma ser mais assertiva e emotiva. Então, uma das formas de detectar textos enganosos é medir essas características”, explica o professor.

Você pode acessá-lo clicando aqui , ou utilizando o boot do Whats App.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *