Felipe Camozzato (NOVO), vereador na Câmara Municipal de Porto Alegre, modificou temporariamente seu nome parlamentar para Felipe Lava Jato, como forma de protesto. O objetivo da mudança é contrapor a atitude de deputados federais petistas, que querem incluir Lula em suas identificações partidárias. 

Segundo o vereador, esse é um ato simbólico para demonstrar sua indignação com a atitude dos petistas. Felipe destaca que a sua decisão não tem nenhum tipo de custo e que faz “uma homenagem” para a operação responsável por revelar vários políticos corruptos. “Posso voltar a me registrar na Casa como Felipe Camozzato a qualquer momento que quiser. Fiz a alteração para contrapor o ato em defesa de um condenado pela Justiça”, explica. 

O vereador, que é o primeiro político a ser eleito pelo NOVO em Porto Alegre, escreveu em seu perfil no Facebook que deverá permanecer com o termo no nome parlamentar por um dia. “Petistas colocaram Lula no nome, então fiz uma homenagem à operação Lava Jato. Serei Felipe Lava Jato por um dia”, afirma na postagem. 

Outro que teve atitude semelhante como resposta aos petistas foi Fernando Holiday (DEM), que é vereador em São Paulo e decidiu trocar seu nome para Fernando Moro Holiday como referência ao juiz Sérgio Moro, responsável por condenar o ex-presidente Lula em primeira instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

Fechar Menu