VÍDEO SECRETO REVELA INFLUÊNCIA NAS ELEIÇÕES DOS EUA

Vídeo gravado secretamente e divulgado nessa terça-feira, 20.03, mostra o presidente suspenso da Cambridge Analytica, Alexander Nix, confessando a influência de sua empresa nas eleições dos Estados Unidos em 2016. No vídeo, Nix afirma que sua consultoria política, hospedada no Reino Unido, desempenhou um papel decisivo na vitória de Donald Trump.

Os jornais The New York Times e The Observer haviam publicado reportagens no sábado,17.03, acusando a empresa de análise de dados de colher informações de cerca de 50 milhões de usuários do Facebook, a fim de influenciar o cenário político e beneficiar o candidato republicano. A Cambridge Analytica se manifestou através de um comunicado afirmando que suspendeu Alexander Nix e lamentando a repercussão negativa do nome da companhia. “Isso não representa os valores ou operações da empresa e sua suspensão reflete a seriedade com que vemos essa violação”, alega em nota.

O escândalo também é um problema para o Facebook, que além perder quase US$ 50 bilhões de seu valor de mercado ao longo dos últimos dois dias, também está sendo retaliado pelos parlamentares britânicos e americanos, em novas discussões sobre a regulamentação digital. Mark Zuckerberg, presidente do Facebook, foi convocado nominalmente para prestar esclarecimentos a um comitê do Parlamento do Reino Unido e o Federal Trade Commission (FTC), órgão regulador do comércio nos EUA, também iniciou investigação sobre o caso.

Os efeitos dessas declarações respingaram até mesmo no Brasil, onde a Cambridge Analytica planejava começar a operar nesse ano, a fim de ingressar no marketing político no país. Após as revelações os planos foram desfeitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *