PETISTAS PRESSIONAM GLEISE POR SUBSTITUIÇÃO DE LULA

Há um ano no comando do PT, Gleise Hoffmann enfrenta duras críticas de colegas do partido que defendem a substituição da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em conversa com um aliado há cerca de duas semanas atrás, a senadora já deu indícios de que tentava conter um levante dentro do próprio partido. “Eles não percebem que que é tudo combinado diretamente com o Lula?”, desabafou. 

Os governadores petistas reclamam da situação indefinida que o posicionamento de Gleise gera, exigindo que o partido defina de vez um nome para substituir o de Lula na corrida presidencial ou, pelo menos, negocie seu apoio à um candidato de outra sigla. Em entrevista para o jornal Folha de São Paulo, a senadora afirmou que está desautorizando qualquer discussão sobre essas duas questões, alegando que “os governadores têm uma preocupação natural, mas o PT só tem a perder se substituir Lula ou apoiar outro candidato”. 

Seu argumento para isso é de que haveria “uma dispersão da base e uma crise sem precedentes”, e afirma que não existe um nome com força suficiente para unificar o partido. Porém, grande parte dos líderes locais do PT não concordam com essa visão, sugerindo que a sigla deveria apoiar candidatos como Ciro Gomes (PDT), um debate que se intensificou ainda mais desde o início do mês, impulsionado pela proximidade das eleições. 

Mesmo com a situação conturbada, a senadora petista se mantém firme em sua posição de porta-voz do ex-presidente preso em Curitiba, fazendo visitas semanais para discutir os próximos passos que o partido tomará. Na entrevista, Glesi Hoffmann descartou qualquer tipo de aliança no primeiro turno e disse que a situação se manterá indefinida até que se acabem os recursos possíveis para defender a candidatura de Lula. “Com a Lei Ficha Limpa, a candidatura será questionada. Até setembro a questão se resolve e definiremos se vamos disputar com Lula mesmo com uma eventual suspensão de candidatura ou se faremos uma substituição. Isso não está dado”, finaliza. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *