Dados divulgados pelo Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) indicaram que a instituição tem caixa suficiente para obedecer ao pedido do Ministério da Economia e devolver R$ 126 bilhões ao Tesouro Nacional neste ano de 2019. De acordo com as informações, o “saldo em tesouraria” do banco estava em R$ 130 bilhões no terceiro trimestre de 2018.

Um dos principais motivos para o crescimento que vem impulsionando o esse saldo é a baixa demanda de empréstimos que ocorre enquanto a instituição amplia a venda de participações acionárias e os tomadores de crédito começam a pagar seus débitos. Além disso, em 2018, os desembolsos ficaram em R$ 69,3 bilhões, o menor desde 1996, quando se desconta a inflação.

“No passado, o BNDES emprestava R$ 100 bilhões, R$ 120 bilhões por ano. Esse dinheiro está voltando agora”, disse o economista Carlos Thadeu de Freitas, diretor financeiro do BNDES até janeiro deste ano.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

Fechar Menu