A tragédia de Brumadinho aumentou as restrições à produção de minério de ferro em Minas Gerais, contribuindo para que o Produto Interno Bruto (PIB) fechasse o período no negativo, com recuo de 0,2%. Foi isso que informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

De acordo com a coordenadora de Contas Nacionais do IBGE, Rebeca Palis, sem a queda da indústria extrativa, o PIB poderia ter ficado estável, valor que rondaria o zero. “A indústria extrativa foi responsável pela queda do PIB”, disse ela. No auge da crise, restrições a operações afetaram minas com capacidade equivalente a 20% da produção nacional de minério de ferro. A indústria como um todo registrou queda de 0,7% no primeiro trimestre, em comparação com o mesmo período do ano anterior. 

Além disso, o Instituto indicou também que houve queda também na produção de petróleo no primeiro trimestre. No entanto, o recuo na produção de minério foi determinante para o mau desempenho da indústria extrativa no período. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

Fechar Menu