O todo-poderoso Renan Calheiros caiu da presidência do Senado derrotado pelo novato Davi Alcolumbre (DEM-AP). Festa e comemoração. Mas Alcolumbre é confiável para este novo momento do Brasil, em que a sociedade exige ética na política?

Na semana passada Alcolumbre elogiou a decisão do STF que começa a liquidar a Lava Jato. A partir de agora processos e investigações de caixa 2, mesmo quando houver outros crimes como corrupção, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro, serão enviados ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Este órgão é conhecido pela lentidão e leniência como trata os políticos brasileiros.

Agora, mesmo tendo dito que não impediria a CPI da Lava Toga, segundo O Antagonista Davi Alcolumbre respondeu assim, quando perguntado hoje na Fiesp sobre o que fará com novo requerimento:

“O nosso país precisa de estabilidade. As instituições têm de funcionar. E o Brasil não pode, neste momento delicado de sua história, ter clima de conflito entre as instituições. Uma guerra institucional não vai fazer bem ao Brasil neste momento.”

Renan Calheiros tornou-se conhecido, entre outras coisas, por preservar o sistema.

Será Davi Alcolumbre da mesma laia de Renan Calheiros?

Este post tem um comentário

  1. Eu penso que trocamos 6 por meia dúzia. Alcolumbre também tem rabo preso.

Deixe uma resposta

Fechar Menu