Especialistas de diversas áreas comentaram em entrevista para o portal do Instituto Millenium sobre as técnicas que devem ser usadas para colocar a sua ideia em prática e transforma-la em negócios. De acordo com a arquiteta Silvia Ottani que vai lançar o e-commerce Hestia Objetos de Casa, é preciso estudar bastante para não errar no investimento.

“Só assim foi possível transformar a ideia em negócio. Há tempos quero ter negócio próprio na área que envolve convívio e beleza dentro de casa, oferecendo produtos que trouxessem aconchego, feitos com materiais naturais”, comenta.

Segundo a analista de negócios do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do estado de São Paulo (Sebrae-SP), Tamara Murari Braga, não basta apenas ter uma boa ideia e estudar. Ela explica que é necessário esboçar modelos de negócio para saber qual é a melhor forma de empreender.

“É importante projetar os caminhos a serem seguidos e pesquisar o mercado para validar as ideias sobre este novo negócio. O contato com o perfil de cliente pretendido é algo crucial na definição dos rumos da empresa”, explica.

Para o Diretor do Instituto Gênesis, aceleradora da PUC-Rio, João Gabriel Hargreaves Ribeiro, é preciso avaliar primeiramente a demanda do mercado pelo seu negócio. “É interessante montar um mínimo produto viável (MVP), para testar o negócio e receber sugestões, críticas e feedback do mercado”, conclui.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

Fechar Menu