O Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciou que tem aumentado a previsão de crescimento da economia brasileira em 2,5%, o que representa 0,1 ponto percentual a mais do que em outubro. No entanto, acabou cortando a previsão mundial, para os anos subsequentes de 2019 e 2020.

De acordo com o levantamento, a economia global crescerá 3,5% em 2019 e 3,6% em 2020, o que significa uma queda de 0,2 e 0,1 ponto percentual, respectivamente, em relação às previsões de outubro. Sendo assim, o cenário da estimativa do FMI vai ao encontro do que afirmaram os economistas responsáveis pelo último levantamento Focus sobre essas mesmas estimativas.

Para o fundo, “a principal prioridade política compartilhada é que os países resolvam cooperativamente e rapidamente seus desacordos comerciais e a incerteza política, em vez de elevar ainda mais as barreiras prejudiciais e desestabilizar uma economia global já em desaceleração”.

“Os riscos para o crescimento global tendem a ser negativos. Uma intensificação das tensões comerciais, além das já incorporadas na previsão, continua sendo uma fonte importante de risco para as perspectivas”, conclui o relatório.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

Fechar Menu