Um levantamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceira com o Ibope indicou que 71% dos eleitores brasileiros se informarão através das fontes tradicionais durante a próxima campanha. Se forem consideradas as páginas dos veículos tradicionais na internet o número sobe pra 84%. 

De acordo com a pesquisa, 26% dos eleitores vai procurar saber mais sobre os candidatos por meio de blogs e redes sociais, mas apenas 5% alegaram que redes como o Facebook serão sua fonte exclusiva. Para o gerente-executivo de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca, as propagandas em rádio e televisão serão fundamentalmente importantes na campanha. 

“O eleitor não encontrou aquele candidato que ele sonha. A decisão vai acontecer muito mais próxima da eleição que nas eleições anteriores. A gente percebe que a maioria dos eleitores não conhece os candidatos e suas propostas. Até entre os que já escolheram candidatos, ainda há alguma indecisão”, comenta. 

A pesquisa entrevistou 2 mil pessoas entre os dias 21 e 24 de junho em todo o país e mostrou também a intenção de voto das pessoas naquela época. O ex-presidente Lula liderava com 33% das intenções de voto, seguido por Bolsonaro (15%) e Marina Silva (7%). Sem Lula, apareciam Bolsonaro (17%), Marina (13%), Ciro (8%) e Alckmin (6%). 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

Fechar Menu