O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do País deve fechar 2019 em 1,5%, o que seria, segundo Guedes, o “fundo do poço”. O ministro deu as declarações ao participar de uma audiência na Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional (CMO).

“O crescimento, que era 2% quando fizeram as primeiras simulações, já caiu para 1,5%. Já começa o contingenciamento de verba”, declarou Paulo Guedes. No ano passado, o então presidente da República, Michel Temer, havia enviado ao Congresso uma proposta de orçamento que contemplava um crescimento do PIB de 2,5%.

De acordo com o secretário de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, o governo conversa com os agentes de mercado que fazem as previsões, e que as “parametrizações” são “muito próximas”. “O que nós temos, efetivamente, é a revisão do PIB, que será anunciada e que aponta para números abaixo de 2%”, disse o secretário.

“Independente de o mercado querer que as coisas aconteçam rapidamente, a nossa realidade é que nós estamos no fundo do poço. Então, não adianta achar que nós vamos crescer por fora, que vamos crescer 3%. Não é a nossa realidade. A nossa realidade é o seguinte: estamos lá no fundo. Agora, está nas mãos da Casa [Congresso Nacional] nos tirar do fundo do poço, com esse equacionamento fiscal”, concluiu o ministro. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

Fechar Menu