A Confederação Nacional da Indústria (CNI) manteve o seu otimismo para o setor no futuro, mesmo com um cenário ruim. Cenário este que conta com a falta de demanda, as condições financeiras debilitadas, a insatisfação com a margem de lucro e o excesso de estoque.

No entanto um levantamento feito pela própria confederação mostra que o segmento continuou esperançoso em relação aos próximos meses, com alta de meio ponto na expectativa de demanda, para 57,8 pontos em junho, e avanço de 0,4 ponto na expectativa de compra de matéria-prima, para 55 pontos. Isso porque a expectativa para o crescimento econômico do Brasil voltou a subir na pesquisa Focus do Banco Central.

Em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), que também é fator determinante para o andamento do setor industrial, foi constatada alta de 0,1% na sua estimativa de crescimento para 2019. A taxa básica de juros Selic continua sendo calculada em 5,5% em 2019.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

Fechar Menu