A equipe do presidente da República, Jair Bolsonaro, que estuda a reforma da Previdência já recebeu três propostas de modificação realizadas por especialistas da área. De acordo com os membros do grupo comandado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, as reformas chegam a dobrar a economia no setor.

Uma delas foi coordenada por Paulo Tafner, que também é economista, e consiste em um projeto muito parecido com o que foi proposto pela equipe do ex-presidente Michel Temer e também com as ideias de Guedes. Dentre as semelhanças está a adoção de regras para a transição para o trabalhador do setor privado.

Tanto na proposta elaborada por Tafner e também no projeto da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) a idade mínima seria alterada para 65 anos para ambos os sexos. Já na proposta dos economistas Fabio Giambiagi (BNDES), Felipe Pinto (economista da Parcitas Investimentos) e Leandro Rothmuller (economista-chefe do Banco Bocom BBM), mulheres se aposentam mais cedo, aos 63, e homens aos 65.

De acordo coma equipe, as divergências das propostas são mais por pragmatismo que por aspectos técnicos.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

Fechar Menu