O líder da Força Sindical e deputado federal pelo Solidariedade, Paulinho da Força, deu um belo exemplo de canalhice na política brasileira.

Ele disse que os partidos que se reúnem no Centrão discutem o apoio a uma reforma da Previdência que não garanta a reeleição de Jair Bolsonaro. “O que estamos discutindo é que precisamos fazer uma reforma que não garanta a reeleição de Bolsonaro”, afirmou.

“R$ 800 bilhões garantem, de cara, e reeleição dele. Se dermos 800 como disse ele, significa que nos últimos 3 anos dele há 240 bilhões ao ano para gastar. Eu acho que temos de ter em torno de 500 bi, 600 seria o limite para essa reforma”, disse, durante evento das centrais sindicais no Dia do Trabalhador.

“Com esse discurso, tenho certeza que a gente traz todo mundo do Centrão, porque ninguém quer a reeleição de Bolsonaro”, revelou.

Imediatamente vários deputados do Centrão desmentiram Paulinho, embora ele possa ter refletido a posição de muitos.

E assim, certos políticos brasileiros se especializam no quanto pior melhor para inviabilizar quem está no governo e garantir sucesso nas próximas eleições. Mesmo que isso signifique inviabilizar o próprio país.

Isso é ou não é a verdadeira canalhice na política?

Este post tem um comentário

  1. Exato, falou tudo. É O RETRATO DA CANALHICE POLÍTICA. Que Deus nos livre deste e outros tantos canalhas no Congresso!

Deixe uma resposta

Fechar Menu