A produção de carne no Brasil aumentou no 3º trimestre do ano de 2018, tendo a China como o principal parceiro de negócios no setor. De acordo com informações de um levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção de carne bovina do terceiro trimestre somou 2,1 milhões de toneladas, 4% mais do que no ano anterior.

Nesse cenário, a carne suína atingiu o recorde de 1 milhão de toneladas, 5% mais, e a de frango, no entanto, acabou caindo exatamente em um percentual de 2%, para 3,4 milhões de toneladas. Além disso 21% dos frigoríficos abatem mais de cem cabeças de bovinos por dia, elevando também a concentração de produção.

No entanto, a pesquisa do terceiro trimestre do IBGE, referente à produção da pecuária indicou que cresceu também o abate bovino não fiscalizado. Os números indicam que o abate não fiscalizado foi de 9,2% neste terceiro trimestre, o maior percentual para o período nos últimos quatro anos.

A afirmação é resultado de uma análise que indicou que aquisição de couros bovinos pelas indústrias somou 9,1 milhões enquanto os abates certificados de animais ficaram em 8,3 milhões.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

Fechar Menu