Um levantamento produzido pela consultoria Grant Thornton listou dez práticas essenciais que visam garantir a segurança digital de uma empresa. De acordo com a consultoria, a implementação da lei europeia General Data Protection Regulation (GDPR) e da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, nº 13.709, no Brasil levantou um grande debate sobre como as empresas podem se proteger de ataques, invasões e vazamentos.

Segundo o levantamento, é preciso estabelecer e manter uma estrutura de segurança de informação específica e alinhada com os objetivos do seu negócio. Em conjunto com isso, é importante também controlar o acesso, monitorar fornecedores, prestadores de serviço e colaboradores para saber o que é feito com os dados dentro da empresa, além de detectar ameaças internas, como cópia de dados por um funcionário, por exemplo.

Atualização de softwares e sistemas também é ponto importante, já que limita o acesso de hackers que não conheçam esse tipo de tecnologia. Além disso, a empresa sugere para que as companhias façam backup dos dados periodicamente e crie um manual de resposta a incidentes, visando padronizar o sistema de combate às fraudes e eliminar a possibilidade de algum erro humano quanto a isso.

O cuidado com a engenharia social, aliada com o treinamento dos funcionários pode garantir que algum dos colaboradores da empresa alegue que não sabia exatamente o que estava fazendo. Por último a consultoria recomenda que é necessário delinear práticas claras e testar as defesas para não ser pego em imprevistos.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

Fechar Menu