O Supremo Tribunal Federal (STF) deverá responder se candidatos condenados em segunda instância podem concorrer à presidência da República. A questão ganhou destaque após a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. 

De acordo com informações divulgadas pelo jornal Folha de São Paulo, essa questão anteciparia o julgamento de Lula na Corte. A consulta realizada pelo deputado Marcos Rogerio da Silva Brito (DEM), mostrou que o relator do caso, Napoleão Maia, já votou para que essa análise do questionamento nem circule pelo TSE porque isso não se refere a um caso concreto. 

O Ministério Público Federal (MPF) defende que essa é uma tese que merece ser respondida porque ela não se trata apenas de Lula, mas de uma série de políticos que estão cumprindo pena em regime fechado. Já o PSDB resolveu não se pronunciar sobre o assunto.  

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

Fechar Menu